Laranja ajudou a combater o escorbuto no século 19

O nome “laranja” é derivado de uma palavra indiana, narayan, que significa perfume que vem de dentro. No passado, a fruta era usada como ornamento em palácios para embelezá-los e perfumá-los e, nos dias atuais, seu suco enche milhões de copos logo cedo e torna mais nutritivo o café da manhã de muita gente, especialmente de você que recebe nossas laranjas em casa.

Hoje em dia, há diversos estudos que relacionam o seu consumo a uma série de benefícios, como na prevenção do câncer de colo, em ajudar a manter o bronzeado, a melhorar o fluxo sanguíneo, entre muitos outros.

Mas você sabia que já no século 19, o fruto já se destacava por suas benesses? A laranja teve importante participação no combate ao escorbuto, doença que provoca inflamação e hemorragia nas gengivas e era muito comum entre os marinheiros daquela época.

Graças à sua excelente concentração de vitamina C, a fruta é uma espécie de antídoto contra o mal que dizimou milhares de europeus. Portanto, é válido saber que há muitos e muitos anos a nossa querida laranja nutre e beneficia a humanidade.