Laranja: fruta colabora no tratamento de anemia

“Come direito. Vai acabar pegando uma anemia desse jeito”. Essa é uma frase clássica proferida por mães e avós ao longo dos anos. E elas tem razão. A falta de ferro, cujo déficit impede a formação da hemoglobina e da mioglobina, que são duas proteínas presentes no sangue e responsáveis pelo transporte de oxigênio, geram a doença.

Para auxiliar na absorção desse nutriente é que a laranja desempenha o seu papel, pelo alto teor de Vitamina C que contém. Não ingerir quantidades adequadas dessa substância, aliás, causa danos no metabolismo do folato, além de promover hemólises (destruição dos glóbulos vermelhos) e hemorragias.

Além disso, laranjas são ricas em Vitamina A, outra importante coadjuvante que facilita o transporte do ferro armazenado no fígado para o sangue, evitando danos na formação dos famosos glóbulos vermelhos.

Outros importantes alimentos no tratamento da doença são o jiló e folhas escuras em geral, ovos, leite e derivados, bem como fontes de cobre e zinco, tais como ostras, lulas, siris, amendoim, nozes, amêndoas, sementes de girassol, passas, feijão, grãos-de-bico e lentilhas. Médicos alertam, contudo, que a anemia só é possível ser revertida com a alimentação quando é fraca. Caso seja mais grave, a dieta deve ser completada com suplementos indicados por um especialista.