Benefícios da laranja são conhecidos desde o século 19

Descobertas científicas recentes mostram que a laranja é uma aliada do cérebro humano, já que retarda o declínio cognitivo. Mas desde o século 19 algumas qualidades da fruta já eram amplamente conhecidas.

Quer um exemplo? A laranja foi fundamental no combate ao escorbuto, doença por trás de hemorragia nas gengivas e potencialmente fatal, graças a sua excelente concentração de Vitamina C. Também não é de hoje que esse nutriente, batizado oficialmente de ácido ascórbico, é reconhecido por cooperar com a imunidade. Parte desse mérito vem de seu efeito antioxidante que resguarda as células, incluindo as de defesa e os anticorpos produzidos por algumas delas.

Aliás, quando se almeja um sistema imunológico afiado, há que se ressaltar o papel da flora intestinal. Cada vez mais a ciência salienta que é preciso cultivar uma comunidade de bactérias do bem em nosso intestino. Além de coibir o aparecimento de micróbios ligados a infecções, há fortes indícios de que aumentar esse contingente colabora no combate à inflamação pelo corpo.Mas o que a laranja e outras frutas cítricas têm a ver com isso? Em primeiro lugar, são grandes fontes de fibras, que alimentam os micro-organismos bonzinhos. E, mais uma vez, os fitoquímicos participam do enredo. O consumo rotineiro de suco de laranja incita a multiplicação dessas famílias benéficas.