plantio de frutas cítricas

Cães podem ajudar a identificar doenças em plantio de frutas cítricas, aponta estudo

Em recente estudo publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, foi apontado que os cães farejadores são uma das soluções mais eficazes para identificar doenças comuns em plantio de frutas cítricas. A pesquisa, vinculada na revista especializada em artigos científicos, foi organizada pelo Departamento de Agricultura dos EUA.

Leia também: Fortaleça seu sistema imunológico consumindo vitamina C

O estudo foi realizado com 19 cães treinados exclusivamente para identificar as doenças. Os testes foram efetuados na Califórnia e na Flórida (EUA), locais onde houve uma queda de 70% do cultivo de laranja devido a ação de doenças. Ao fim do período de avaliação, foi detectado que, das mais de 1000 árvores farejadas, houve acerto de 99% na identificação daquelas que se encontravam com doenças.

Greening é uma das doenças mais comuns em plantio de frutas cítricas e deve ser identificada o mais rápido possível

Dentre as doenças, a mais comum e fácil de ser identificada pelos animais é a greening. Transmitida por insetos que carregam a bactéria, a sua principal característica é a interferência na coloração das folhas, fazendo com que as mesmas fiquem amareladas e frágeis. Além disso, a greening é facilmente transmitida para outras plantas, podendo infectar todo o cultivo. 

Por conta dessas características, é preciso identificar as árvores adoentadas rapidamente, para evitar a disseminação da doença. Assim que identificada, a planta com a bactéria deve ser eliminada da maneira correta, sem que haja maiores danos. 

Leia também: Pesquisa aponta que sucos cítricos ajudam na prevenção de pedras nos rins

Leia Mais
Laranja com creme de coco